Marketing Digital/ Neuromarketing

Como utilizar as técnicas de Neuromarketing para pequenas empresas e pequenos negócios

Já dizia Platão, “A parte que ignoramos é muito maior que tudo quanto sabemos.”, assim como já dizia Sócrates, “O verdadeiro conhecimento vem de dentro.” Ou ainda, Chuang-Tzu, “O que o homem conhece, nem sempre se compara com o que ele não conhece.”.

Três fases distintas, mas que na verdade, levam para um mesmo padrão: o que não sabemos, ou o que não temos consciência está dentro de nós e age fortemente em nossas ações.

Na época desses filósofos não existia Neuromarketing ou Neurociência do Consumo, nem por isso deixavam de estudar o cérebro e o comportamento humano. Não tinha eletroencefalograma (EEG), imagem por ressonância magnética (fRMI), muito menos um eye-tracking.

Eles também não haviam pesquisado o suficiente para presumir que 95% das ações dos seres humanos vem do cérebro inconsciente: nosso cérebro instintivo e nosso cérebro emocional tomando conta do cenário. Mas já sabiam ou suspeitavam, que a vida acontece nos bastidores, muito além do que imaginamos ou percebemos…

Talvez você seja novo por aqui, talvez ainda não conheça a fundo o Neuromarketing ou já tenha ouvido falar, mas não deu o devido crédito que essa ciência merece. Talvez tenha tido um conhecimento muito básico a respeito e não tenha conseguido aplica-lo devidamente ou não obteve os resultados esperados…

Por essa razão, resolvemos escrever esse texto, para compartilhar com vocês nossa experiência e principalmente nossos resultados, para que você possa perceber que existe luz no final do túnel, que você pode sim fazer diferente e ter um resultado extraordinário independente do seu tipo de negócio ou do tamanho da sua empresa, só precisa conhecer melhor quais os estímulos e técnicas cerebrais que vão te auxiliar a obter de 3 a 20 vezes mais resultado do que qualquer marketing tradicional bem feito e digo isso, sem nenhum receio, com base nos resultados obtidos com nossos clientes ao longo desses 2 anos de atividade.

1 – O cérebro parece complexo, mas na verdade ele é mais simples do que temos consciência. Ele gosta de frases curtas, tangíveis, objetivas, tudo menos gastar energia. Se a frase for complexa ou muito elaborada, xiiiiii deu preguiça, cérebro racional é acionado e sua informação super mega elaborada vai competir com um cenário de 40 milhões de informações sendo recebida por todos os sentidos humanos por segundo, das quais, apenas 40 bits são processados e armazenados pelo consciente (cérebro racional).

2 – Ele gosta de comparação, de contraste, aprendemos mais facilmente quando conseguimos fazer correlação daquela informação nova com algo que já conhecemos e podemos associar. Ou seja, você precisa dar ao público-alvo da sua campanha, site, blog, anúncio, o que tem a ver com o mundo dele, não adianta querer vender seus 358 produtos numa única comunicação, não vai funcionar.

3 – E se for uma história e for longa, alguém vai ler até o final? Já foi comprovado que o cérebro registra o que está no início e o que está no fim da história, nem importa muito o que está no meio quando o assunto é registrar a informação desejada no Hipocampo (memória de longa duração). Mas a forma de conseguir que o seu leitor ou usuário leia a história toda, do início ao fim é criando laços emocionais, fazendo um storytelling de extrema qualidade, onde ele se envolverá com a história e se identificará com situações nela descritas, aí sim você ganhou sua atenção.

4 – Já falamos em outro post que o cérebro é visual (clique aqui para ler), não adianta fazer uma arte gráfica que mistura letras garrafais, com lista, com textura, com elementos gritantes que a única coisa que obterá, é o efeito contrário do que se deseja…

Professora, já tentei isso tudo o que você falou mas não deu certo?”. Já tentou misturar algumas dessas técnicas e características do cérebro? Já tentou acrescentar um CALL-TO-ACTION? Talvez você esteja utilizando seus conhecimentos da forma errada…

Quanto mais você aprimorar seus conhecimentos em Neuromarketing e aplica-los e testá-los, verá que cada vez mais suas comunicações serão mais eficientes e seus resultados serão exponencialmente melhores.

Aproveite para atualizar seus conhecimentos e aprender de perto com cases de pequenas empresas como aplicar essa fantástica ciência nos seus negócios obtendo empatia do teu público, eficiência nas suas comunicações e aumento de suas vendas.

No dia 14/05 a Neuronio Web realizará em Curitiba – PR, um workshop de Neuromarketing com Branding em parceria com Livio Lourenzo, profissional criativo da cidade de Brasília – DF que compartilhará todo o seu conhecimento sobre Branding e como fazer da marca de pequenas empresas, grandes marcas.

GARANTA JÁ sua participação. Única turma: http://bit.ly/flowcuritiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.